Disponível entre 10 e 13 de maio

Reconciliação

Alexandre Dal Farra & Patrícia Portela

Cinema

Teatro

3.50€
00 h 41 m
Galeria

Sinopse

A partir da justaposição de vários “quadros” do mundo, Alexandre Dal Farra e Patrícia Portela formam uma paisagem de memórias e de imagens das últimas duas décadas no Brasil e em Portugal. O coronel Brilhante Ustra, uma emigrante portuguesa em Antuérpia uma Timor-Leste a lutar pela sua independência através da Líder Xanana Gusmão, um cometa Halley que passa e não se vê, são algumas dessas paisagens que, ao relacionarem-se, criam um fio ténue de tensão implicitamente político. Esse fio ténue passa pelo gesto da reconciliação. Com o passado, com o que (ainda) não nos aconteceu, com o mundo de agora, connosco. Esse fio ténue passa por uma promessa de uma Europa que ambos partilham e que nenhum habita ou vislumbra, enquanto proposta moral, conceito cívico, ideia filosófica. Num mundo que caminha para a reabertura de feridas e para extremos irreconciliáveis, é preciso lembrar que a guerra é uma opção real, mas a reconciliação também é uma escolha.


Esta Reconciliação não é uma peça, nem a gravação de uma peça, nem mesmo o filme final de um longo processo de dois anos. É um ensaio: um ensaio de teatro e um ensaio literário, dramatúrgico que resulta do trabalho conjunto que surgiu da impossibilidade de ensaiarmos juntos, partilhando a mesma geografia. O resultado é uma reflexão trágica com diferentes interlocutores em São Paulo, em Antuérpia e em Paço de Arcos, e o encontro entre linguagens performativas, filosóficas e musicais num mesmo plano.

ler mais

Ficha Artística

Direção, dramaturgia e textos: Alexandre Dal Farra & Patrícia Portela

Performers / co-criadores: Célia Fechas, Clayton Mariano

Convidado: Nicolas Fernando de Warren

Composição musical e interpretação: Gabriel Ferrandini

Banda sonora glaciar: Sérgio Hydalgo

Cinematografia: Leonardo Simões (em Portugal); Otávio Dantas (no Brasil); Patrícia Portela (na Bélgica)

Edição vídeo: Tomás Pereira e Patrícia Portela

Gravação e edição de som: Kellzo (Célia), Hélder Nelson (Gabriel Ferrandini)

Apoio à produção: Sérgio Hydalgo

Pós-produção: Irmã Lucia Efeitos Especiais

Produção: Associação Cultural Prado

Coprodução: FITEI

Apoio: Dgartes/MC

ler mais

Quem viu esta peça também viu